• Início
  • Journal
  • uma matéria que vale por duas etapas
  • uma matéria que vale por duas etapas

    uma matéria que vale por duas etapas

    por Daniel Bahia

    Etapa 13
    Começamos com o número da sorte.
    Tour de France 2022, etapa 13, vencedor: Mads Pedersen (Trek Segafredo)
    Vuelta a España 2022, etapa 13, vencedor: Mads Pedersen (Trek Segafredo).
    O Viking que conquistou a sua sétima vitória em 2022 e a 25a da carreira, corou com a vitória de hoje a excelente participação nessa Vuelta (três vezes segundo lugar nas etapas iniciais).
    Com apenas 26 anos, o ex campeão mundial venceu a etapa entre Ronda e Montilla, que percorreu 168,5 km com 1790 de ascensão acumulada, numa etapa plana com final curto e explosivo.
    A fuga do dia formada no início da etapa, foi mantida sob controle pelas equipes dos principais sprinters. As mínimas chances de sucesso dos atacantes do dia foram neutralizadas logo após a meta de pontos, já dentro dos 10km finais da etapa.
    O final explosivo provocou acelerações antecipadas, e Pascal Ackermann (UAE) logo abriu o sprint faktando 500m da chegada. Pedersen aproveitou o vácuo e ultrapassou-o no fim trazendo a vitória pra equipe Trek-Segafredo. Bryan Coquard (Cofidis) que ainda fez segundo, também aproveitando o vácuo de Ackermann.
    Amanhã a etapa duríssima com 160,3km e 3342m de altimetria e um final ao alto certamente trará movimentação na Classificação Geral!
    ____________________________________________________________________________________
    Etapa 14
    Carapaz, Roglic e Remco
    Dia turbulento na Vuelta 2022. A fuga que demorou quase meia etapa dos 160,5km de hoje para se consolidar, conseguiu durar até o fim para conquistar a vitória. A segunda do equatoriano Richard Carapaz (Ineos), nessa mesma edição da Vuelta.
    A Locomotiva de Carchi subiu o Alto de la Pandera atento ao pelotão da classificação geral que vinha voraz atrás e conseguiu se defender de M. A. Lopez (Astana) e Primoz Roglic (Jumbo-Visma) por 8 segundos.
    Aliás sobre o tempo da escalda do La Pandera, na etapa de hoje, dentre os Top 10 recordistas dessa escalada, o pelotão hoje colocou 5 atletas nesse ranking:
    A cada dia me convenço mais que estamos diante da geração mais rápida da história do ciclismo.
    Voltando pra prova, Roglic conseguiu quebrar o ritmo do líder Remco com 4km pra chegada, num ataque demolidor. O jovem belga estava no limite  e viu vários de seus concorrentes da camisa Roja partirem em ataques sucessivos. Entretanto, apesar da batalha perdida , conseguiu fazer um final de prova de contenção e minimizar ao máximo o famoso “Dia Ruim do líder “.
    Apesar de não ter ciclista favorito para essa Vuelta, até agora acho que está nas mãos de Remco, ganhar ou perder essa Vuelta.
    Amanhã teremos o colosso Sierra Nevada de 21,9km com média de 6,9% e chegada a uma altitude de 2430m. Agora que Roglic consegui reduzir a distância para Remco, podemos esperar por um incêndio!
    Vamos!!!
    Compartilhe este post

    Deixe um comentário

    Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.