• Início
  • Journal
  • Jaroslav Kulhavy muda para o triathlon off road
  • Jaroslav Kulhavy muda para o triathlon off road

    Jaroslav Kulhavy muda para o triathlon off road

    Recém aposenado do MTB, a ideia de competir os XTerra foi anunciada pelo campeão olímpico de XCO em 2012

    Jaroslav Kulhavy recentemente se aposentou como profissional de MTB. E despediu-se também da marca que o acompanhou praticamente toda a sua vida. Mas, seus planos seguem crescendo. O tcheco anunciou que vai para o triatlo. Especificamente XTERRA e triatlos de montanha. Um movimento que ninguém previu e que o levará a estrear-se numa nova modalidade.

    “Meu objetivo é manter meu nível no MTB e melhorar o máximo possível correndo e nadando” A estratégia de Jaroslav Kulhavy para sua passagem para o triatlo em 2023 é simples assim. Kulhavy tem atualmente 38 anos e reconheceu que a primeira coisa que atraiu ele era o triatlo no formato Ironman, mas acabou optando pelo XTERRA. Na conferência de imprensa que deu em Praga, explicou que “muitos ciclistas com quem já competi mudaram para o XTERRA com bons resultados. Ao invés de tentar o Ironman, onde provavelmente não teria bons resultados e seria mais um desafio pessoal, passar para o XTERRA faz mais sentido para mim. Acho que posso estar em um nível mais alto do que no Ironman”

    De fato, haverá um XTERRA na República Tcheca que não faltará. O formato XTERRA é constituído por distâncias de 1,5 km a nadar, cerca de 30 km em MTB e cerca de 10 km em corrida, embora tenham introduzido recentemente também um formato de “Short Track” mais curto e explosivo com apenas 200 metros a nadar, 1,9 km de bicicleta e 1,2 km de corrida. Parece óbvio que Kulhvy se vai dedicar à “longa” distância que já é bastante curta para o tipo de esforços a que o checo está habituado.

    Quanto ao seu objetivo, aponta para provas individuais do calendário XTERRA, mas também para o Mundial e o Europeu da modalidade.

    Sobre as suas aptidões em cada um dos três esportes, ele falou: “A natação é o segundo esporte que mais pratico, tenho que melhorar minha técnica, mas é algo mais natural do que correr para mim. Depois de 25 temporadas na bike, minhas pernas não estão acostumadas a correr. Já comecei a correr e parece mais difícil. É onde mais terei que melhorar.”

     

    Compartilhe este post

    Deixe um comentário

    Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.